O bordado como forma de expressão e promoção da saúde

O bordado como forma de expressão e promoção da saúde

Abril 20, 2018

 

“Pelas narrativas que ouvimos e registramos; sentimos que essa possibilidade criativa – que é a arte de bordar, dentre outras, pode tomar uma forma libertadora e expressiva de vida”. (Ângela Dumont)

 

A Vivência psicopedagógica (A)Bordar o Ser foi desenvolvida pelo Grupo Matizes Dumont, que se dedica ao bordado como forma de expressão e desenvolvimento humano em processo pessoal ou coletivo. É utilizada ainda em práticas socioeducativas e de promoção da saúde, comunicação e mobilização social relacionadas à temática do meio ambiente e responsabilidade socioambiental. Promove reflexões sobre a melhoria da qualidade de vida, a relação entre saúde e meio ambiente e o bem-estar físico e psicológico.

Esta proposta vem sendo vivida e construída por estes profissionais ao longo de anos de trabalho na Educação, Psicologia, na Saúde Pública, e amadurecida pela observação das linhas subjetivas que tomam e ganham formas reais ao bordar sentimentos, histórias de vida.

 

 

Reconstrução histórica da vida das participantes

Reconstrução histórica da vida das participantes

 

Bordar, esse ofício lindo que comove, e move a vida dos integrantes do Grupo Matizes Dumont desde crianças e permanece. Permanece com intensidade e nos faz reconstruir a cada dia a nossa existência e buscar o sentido e o significado de bordar numa dimensão, sobretudo espiritual, uma busca de si mesmo.

São processos de aprender e ensinar, onde escutar e olhar com sensibilidade são utilizados como tecido ou campo a ser bordado. Busca-se construir uma nova prática, mobilizar para novas atitudes, novos movimentos que contribuam para interação, diálogo, autonomia e superação.

 

Segundo publicações recentes em jornais como The New York Times e Folha de São Paulo, estudos desenvolvidos pelo médico cardiologista Herbert Benson – Prof. de Medicina Integrativa de Harvard, bordar e tricotar levam ao mesmo estado de relaxamento vivenciado pelos praticantes de meditação e Yoga. Além disto, ainda segundo o estudo, depois do período de adaptação e aprendizagem, estas atividades manuais contribuem para diminuir a frequência cardíaca e pressão arterial, além de reduzir os níveis do cortisol, o hormônio do estresse.

O Grupo Matizes Dumont acredita na formação humana como um bordado, na arte como expressão de vida, do olhar, da percepção daquele que a constrói, de forma espontânea, livre, com sentido e com beleza. Um significativo número de pessoas participou de seus processos criativos há, aproximadamente, duas décadas.

Desde 1999 até hoje, oficinas de bordado vêm sendo realizadas em diferentes cidades e regiões brasileiras, envolvendo centenas de pessoas coordenadas pelo Grupo Matizes Dumont, em diferentes situações: projetos de inclusão social para geração de emprego e renda, mobilização social, e também no mundo do trabalho com profissionais de saúde, em instituições públicas e privadas, em sala de aula, psicologia clínica. A vivência utilizada nesses processos propicia importante discussão sobre o cuidado. Cuidado consigo mesmo, com o outro e com o meio ambiente.

 

 

Oficina no Urucuia-MG s águas

Oficina no Urucuia-MG s águas

Oficina em Ibirá-SP - Conexão das participantes com a água

Oficina em Ibirá-SP - Conexão das participantes com a água

Embora existam muitas variações de pontos e “motivos para bordar”, um bordado requer mais do que uma agulha, fios, uma estrutura de tecido: requer um momento de conexão com a sua sensibilidade, com a história de vida, com o mundo real e o imaginário. Compartilhado entre gerações, este saber é considerado patrimônio cultural imaterial brasileiro.

As oficinas onde é usada a vivência psicopedagógica (A)Bordar o Ser são espaços de convivência,  em que as relações são tecidas entre a beleza e a falta dela, entre o cuidado e o amor pela natureza, entre o sagrado e o humano.

Promove reflexões sobre a melhoria da qualidade de vida, a relação entre saúde, meio ambiente e o bem-estar físico e psicológico, a expansão da consciência e a promoção da Saúde.

Na próxima postagem daremos continuidade a esta prosa sobre o Bordado, o Cuidado e a Promoção da Saúde.

 

Veja nosso cronograma de oficinas