Em nossa vida de gente vinda da roça as festas populares estão presentes em nossa alma. Bordar o canto da viola, a bandeira de Santos Reis, o Lundu, o Batuque, o Carneiro, a dança de São Gonçalo, o sagrado e o profano é uma missão amorosa de bordar nossos sentimentos.