Tempo de bordar e tecer jardins possíveis!

Tempo de bordar e tecer jardins possíveis!

março 15, 2021

Na semana passada, eu trouxe os amarelos e cores da Aurora na tela “Danças da Vida”. Hoje continuo com os tons brilhantes, agora revelando secretos contrastes em tantas harmonias de vida e de cores na tela “Mulher e seu Jardim”. Em “Danças da Vida”, o sol encobriu a lua e escondeu as estrelas da noite para anunciar o dia, inspirando os alegres movimentos da jovem Aurora. Na tela desta semana, a mulher se mostra em quietude, bordando e tecendo em plena calma e harmonia com o Todo. Fio por fio, semblante nobre, atento e reverente ao ato de criar – um convite à contemplação, reflexão e quem sabe à ação, representada pela pequena agulha e linhas em movimentos de construir!

Faça isso esta semana: escolha uma música suave e contemple esse bordado por alguns minutos. Lembre-se de Aurora, da tela anterior “Danças da Vida”, das cores aquecidas pela força do amanhecer. Depois contemple a “Mulher e seu Jardim” – a mulher confiante na Vida, dona da paciência necessária às tecelãs de jardins sem fim. Mulher estável – como um tronco de árvore. Note como ela emana a sabedoria de quem conhece os tempos de Gaia. A tranquilidade de quem sabe que frutos e flores não conhecem pressa e só vêm no devido tempo.

A imobilidade aparente dessa mulher é, na realidade, expressão de leveza dentro da matéria – matter, matriz, mãe. Ela não está parada. Ela é o eixo, é mãe que borda vidas. Suas mãos fazem a dança criativa do sem começo e do sem fim. Mulher geradora de vida, tecelã de cumplicidades com a Grande Mãe... ambas a tecer infinitos fios coloridos de amor e beleza, viajantes cósmicos que nutrem a Teia da Vida.

Puxo, agora, o fio da mulher na História. Seu percurso entrebordado de batalhas, muitas derrotas e outras tantas vitórias. Mulheres líderes, desconhecidas ou não, e que fazem suas luzes brilharem noite e dia no firmamento do eterno – feito estrelas ou como centelhas ocultas, caçadoras de brechas nos mais escuros recantos de mentes e corações acinzentados. Lá estamos nós – decididas e encantadas, luzindo mundos, em silencioso diálogo com os fios que desnovelam meadas de jardins possíveis.

Nessa doce bordação de jardins possíveis, sempre nascerá uma menina talentosa, de coração novo e todo verde de esperança! Sempre haverá o impulso de bordar auroras e tecer belos jardins. Você e eu estamos nessa ciranda de mulheres que bordam seguindo a força do rio que flui. Das margens só levamos lembranças...que sejam, então, buenos recuerdos.

A obra “Mulher e seu Jardim” é cheia de simbolismos e significados e me toca muito. Fascina pelo sentido de harmonia, serenidade, mas também porque o resultado do bordado mostra claramente que a visão de bordadeira escolheu cores gostosas de se percorrer com o olhar. Harmonia, equilíbrio, concórdia... amarelos e laranjas em fortes caprichos salpica de luzes azul, lilás e verde. Os tons conversam entre si e resultam no que chamamos de “Harmonia Tríade”, presente em cada cantinho deste bordado.

Fazer harmonia tríade uma surpresa da bordadeira, que buscou na memória afetiva os atraentes contrastes entre cores frias e quentes. Encontrou, nas lembranças, o lugar aonde os azuis combinam brincadeiras com amarelos e ocres, contagiando o cinza que se anima todo com os tons de terra do chão do cerrado. As cores escolhidas estão em posição triangular no “Círculo Cromático”, aquele círculo impressionante onde as cores se arrumam para nos oferecer opções de infinitas composições para nossos fios. E eles são tantos!...

Os fios que temos são os talentos que recebemos. Pare e pense comigo: meus fios estão organizados? O que estou bordando, tecendo? que novas tramas estou urdindo? Onde e como estão os meus jardins? Estou bordando, em meu próprio coração, as sementes de um novo tempo? Perguntar é como dar uma agulhada pra espantar a inércia, serenar a mente e avançar no caminho. Vamos lá, queridas mulheres bordadeiras e tecelãs de jardins encantados – nossas agulhas não podem parar! Quando sentir esmorecer, dá uma olhadinha na “Mulher e seu Jardim”. Respire sua força e capture de suas mãos um dos fios brancos de luz pra luzir seu coração!

 

 

Mulher e Seu Jardim

 

 



x
x